Java – JSE, JEE, JME – O que é?

Introdução

Java é uma linguagem de programação que permite o desenvolvimento de aplicações para uma série de plataformas. É possível ter software Java desde de dispositivos pequenos, como telefones celulares, até computadores de grande porte, como os mainframes, por exemplo. Devido a essa característica, a linguagem Java conta com três conhecidos ambientes de desenvolvimento: o JSE (ou J2SE), o JEE (ou J2EE) e o JME (J2ME). Este artigo mostrará brevemente o que cada um faz e, conseqüentemente, o que os diferem.

Ambiente de desenvolvimento?

A linguagem Java vem sofrendo aprimoramentos desde o seu lançamento. O aumento no número de aplicações e, conseqüentemente, o aumento no número de bibliotecas padrão da linguagem, levou à criação de três divisões na plataforma a partir da versão 2 da linguagem: J2SE, J2EE e J2ME. Essas divisões são chamadas por alguns de ambientes de desenvolvimento. Esse é o termo adotado aqui no InfoWester. No entanto, há quem as denomine profile, plataforma, versão, entre outros.

É importante ressaltar que, a partir de 2006, passou-se a utilizar uma nova nomenclatura para essas plataformas. O número 2 foi retirado das siglas que as representam. Assim, estas passaram a ser JSE, JEE e JME.

JSE

O JSE (Java Standard Edition) é o ambiente de desenvolvimento mais utilizado. Isso porque seu uso é voltado a PCs e servidores, onde há bem mais necessidade de aplicações. Além disso, pode-se dizer que essa é a plataforma principal, já que, de uma forma ou de outra, o JEE e o JME tem sua base aqui. Pode-se dizer também que esses ambientes de desenvolvimento são versões aprimoradas do JSE para as aplicações a que se propõem.

Por ser a plataforma mais abrangente do Java, o JSE é a mais indicada para quem quer aprender a linguagem.

JEE

O JEE (Java Enterprise Edition) é a plataforma Java voltada para redes, internet, intranets e afins. Assim, ela contém bibliotecas especialmente desenvolvidas para o acesso a servidores, a sistemas de e-mail, a banco de dados, etc. Por essas características, o JEE foi desenvolvido para suportar uma grande quantidade de usuários simultâneos.

A plataforma JEE contém uma série de especificações, cada uma com funcionalidades distintas. Entre elas, tem-se:

– JDBC (Java Database Connectivity), utilizado no acesso a banco de dados;

– JSP (Java Server Pages), um tipo de servidor Web. Grossamente falando, servidores Web são as aplicações que permitem a você acessar um site na internet;

– Servlets, para o desenvolvimento de aplicações Web, isto é, esse recurso “estende” o funcionamento dos servidores Web, permitindo a geração de conteúdo dinâmico nos sites.

JME

O JME (Java Micro Edition) é o ambiente de desenvolvimento para dispositivos móveis ou portáteis, como telefones celulares e palmtops. Como a linguagem Java já era conhecida e a adaptação ao JME não é complicada, logo surgiram diversos tipos de aplicativos para tais dispositivos, como jogos e agendas eletrônicas. As empresas saíram ganhando com isso porque, desde que seus dispositivos tenham uma JVM (Java Virtual Machine – Máquina Virtual Java), é possível, com poucas modificações, implementar os aplicativos em qualquer aparelho, sendo o único limite a capacidade do hardware.

A plataforma JME contém configurações e bibliotecas trabalhadas especialmente para a atuação em dispositivos portáteis. Assim, o desenvolvedor tem maior facilidade para lidar com as limitações de processamento e memória, por exemplo. Um exemplo disso é a configuração chamada CLDC (Connected Limited Device Configuration), destinada a dispositivos com recursos de hardware bastante limitados, como processadores de 16 bits e memórias com 512 KB de capacidade. Essa configuração contém uma JVM e um conjunto básico de bibliotecas que permite o funcionamento da aplicação Java em dispositivos com tais características.

A imagem a seguir mostra um jogo em Java que roda em dois dispositivos móveis diferentes (tirada do site http://www.msmobile.com):

Dispositivos diferentes rodando a mesma aplicação

Complemento: JRE

Se você não é e não pretende ser um desenvolvedor, basta ter uma JRE (Java Runtime Environment) em seu computador para executar aplicações nesta linguagem. Uma JRE é composta de uma JVM e de um conjunto de bibliotecas que permite a execução de softwares em Java.

Um fato interessante a ser contado, é que uma JRE (pelo menos a fornecida pela Sun) contém o chamado “Java Plugin”. Esse recurso permite a execução de aplicações em Java em navegadores de internet sem suporte à linguagem ou que suportam, mas com alguma particularidade.

Finalizando

Como pode ser visto neste artigo, a tecnologia Java é bastante abrangente e permite o desenvolvimento de soluções para uma infinidade de aplicações. São tantos recursos, que até mesmo desenvolvedores experientes podem se confundir em um determinado momento. Felizmente, a comunidade Java é organizada e não é difícil encontrar auxílio em sites ou fóruns especializados. Caso queira mais informações sobre Java, visite o site oficial: java.sun.com.

Fonte:

http://www.infowester.com/versoesjava.php

 

Anúncios
Publicado em 1. Leave a Comment »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: