PHP – O que é?

Mudamos para http://infoachei.com.br/
Obrigado pela visita!

Moved to http://infoachei.com.br/
Thanks for visits!

Até algum tempo atrás, a Internet era composta basicamente de páginas estáticas, ou seja, páginas que dia após dia tinham o mesmo conteúdo, e que não interagiam com seus visitantes. Isto impedia que atitudes mais profissionais fossem tomadas nestes sites, pois sem a interatividade não era possível que empresas trocassem informações com seus clientes, com outras empresas e consigo mesma (troca de dados com departamentos, entre a empresa e seus vendedores, etc.). Em vista disto começaram a surgir algumas ferramentas que “deram vida” à Internet: Perl, TCL e outras linguagens padrão CGI (Common Gateway Interface).

Porém, essas linguagens eram limitadas quanto ao seu uso e eram pouco amigáveis. Mas estas iniciativas permitiram que outras linguagens fossem desenvolvidas exclusivamente para Internet. Entre elas, podemos citar: PHP, ASP, Java, JavaScript, VBScript e outras, sendo que algumas destas linguagens rodam no lado servidor (Server-Based) e outras rodam no lado cliente (Client-Based).

O PHP em si

PHP, atualmente, é a sigla para Hypertext Preprocessor, mas originalmente significou Personal Home Page, e se destaca entre as linguagens citadas anteriormente por ser multiplataforma (enquanto outras rodam somente em uma plataforma), ou seja, aceita vários sistemas operacionais, como Windows, Unix, Linux, etc. Além disso, ela é de fácil aprendizado, pois permite a conexão direta com uma grande quantidade de bancos de dados relacionais, enquanto outras ferramentas precisam de drivers ODBC para realizar a mesma tarefa. Entre os bancos de dados com conexão direta podemos citar: Oracle, Sybase, Informix, Postgresql, MySQL, mSQL, etc. Para outros bancos de dados, o PHP disponibiliza acesso via ODBC. E finalmente, o PHP é totalmente gratuito e pode ser baixado por meio de seu site oficia: www.php.net.

A linguagem PHP, de grosso modo, é uma combinação de linguagem de programação e servidor de aplicações. Você pode programar em PHP como em qualquer outra linguagem, definindo variáveis, criando funções, realizando loops, enfim, fazer tudo que é necessário e usado no mundo da programação.

Uma breve história do PHP

O PHP foi criado originalmente por Rasmus Lerdorf em meados de 1994 e escrito em Perl, sendo reescrito depois em C para incluir acesso a bancos de dados. Com a propagação dessa ferramenta pelo mundo virtual, Rasmus disponibilizou alguma documentação do software e batizou-o oficialmente de PHP v.1.0. Com a crescente utilização do PHP, mais e mais recursos foram incluídos (loops e arrays, por exemplo), tornando a linguagem cada vez mais potente. Nessa época, outros programadores juntaram-se a Rasmus, contribuindo sensivelmente para o aprimoramento da linguagem, entre os quais podemos citar os israelenses Zeev Suraski e Andi Gutmans (com certeza os maiores contribuidores), e foi assim que nasceu o PHP v.3.0. No momento em que este artigo foi atualizado, o PHP já se encontrava na versão 5.

 

Principais características do PHP

Código Aberto: Todo o código fonte do PHP está disponível;
Custo Zero: O PHP é gratuito. Basta ir ao site oficial e fazer o download;
Multiplataforma: O PHP pode rodar sobre o Unix, Linux, Windows, etc;
Eficiência: O PHP consome poucos recursos do servidor, permitindo que programas complexos sejam desenvolvidos, sem que isto implique em grande demora na sua execução. Além disso, o PHP como módulo nativo do servidor WEB, evita chamadas externas, o que o torna ainda mais eficiente;
Acesso a Bancos de Dados: Podemos acessar diretamente os principais bancos de dados utilizados atualmente e qualquer banco de dados do mercado por meio de ODBC;
Processamento de Imagens: O PHP pode criar imagens dinamicamente e enviá-las ao browser do usuário.

Além destas características, podemos citar ainda a capacidade de ler informação do padrão XML, processamento de arquivos (leitura e gravação, tanto no formato texto quanto binário), a manipulação de variáveis complexas, a utilização de funções e classes e geração de código JavaScript, ou outro qualquer para processamento no lado cliente, a manipulação de e-mails, o gerenciamento de documentos PDF e muitas outras características que tornam o PHP uma linguagem realmente potente e indicada para a construção de sites dinâmicos.

Fonte:

http://www.infowester.com/php.php

Anúncios
Publicado em 1. Leave a Comment »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: